Marco da Paz completa 3 anos em Sorocaba

Profissionais da saúde foram homenageados e ganharam o selo de “mensageiros da paz”

O ano de 2020 ficará marcado na história. Com a pandemia, a solidariedade, a empatia, a união (mesmo que de forma virtual) e a gratidão foram palavras de ordem. “Unidos pela paz”, como diz o hino do Marco da Paz, nunca fez tanto sentido.

Neste mês, em Sorocaba, o monumento localizado na Praça Carlos Alberto de Souza, no Parque Campolim, completa seu 3º ano de instauração. Para comemorar a data, os protagonistas deste ano histórico foram homenageados.

Os profissionais da saúde, que trabalham na linha de frente no combate da Covid-19 e se destacaram em suas funções, no Conjunto Hospitalar de Sorocaba, Hospital Unimed, GPACI, Hospital Samaritano, Lar São Vicente de Paulo, Hospital Modelo, Hospital Evangélico, Santa Casa, a Sociedade Médica e o Sindicato dos Médicos, foram homenageados pela Associação Comercial de Sorocaba e receberam uma réplica do monumento do Marco da Paz, juntamente com um diploma que os torna “mensageiros da paz”.

“Palavras não são suficientes para agradecer. O que seria de nós se não fossem eles que, com tanto carinho e zelo, fizeram e fazem a diferença neste momento de pandemia. Nossos sinceros agradecimentos e reconhecimento por este brilhante trabalho. Eles merecem todas as homenagens e nos sentimos honrados por fazer esta entrega”, destaca Sérgio Reze, presidente da ACSO.

Com todos os cuidados de segurança, as homenagens foram entregues nesta semana pela diretoria da entidade. Para encerrar a comemoração, na segunda-feira (28) todos os homenageados se encontram em uma live para mais momentos de emoção.

Sobre o Marco da Paz

Gaetano Brancati Luigi, idealizador do Marco da Paz, testemunhou o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, época em que conheceu a angústia da fome e a destruição provocadas pelo conflito. O momento histórico foi marcado pelos sinos que ecoaram por toda a Europa, anunciando a paz. Com isso, surgiu a ideia de criar algo que cativasse os povos e os inspirasse. Aos 12 anos, mudou-se para a Argentina e, mais tarde, para o Brasil.

Em 1999, então integrado à Associação Comercial de São Paulo, a igreja do Pátio do Colégio, na capital, recebeu um novo sino, por sua iniciativa, e essa ação deu origem ao monumento Marco da Paz. A estrutura é formada por um arco com pedras claras, uma pomba artificial e um sino de cobre com a gravação da mensagem “Paz pela união dos povos”.

O de Sorocaba integra uma lista que acumula mais de 30 monumentos espalhados pelo País e o mundo. O objetivo é ser utilizado pelas instituições como um espaço para a realização de eventos que promovam reflexões e a cultura da paz.

Fonte: https://www.acso.com.br/acso2020/exibenoticias.aspx?idNoticia=2273